Search

Não reclame, Contribua! / Don’t complain, Contribute!

Ultimamente tenho visto, e escutado, muita, muita reclamação…

Sobre tudo.

Tudo está ruim, uma bagunça; nada nunca está bom, perfeito, do jeito que deveria estar…

Não é de hoje isso, acho que vivemos em um país que se acostumou a reclamar muito, de uma forma geral.

E não é que não tenhamos do que reclamar, temos sim. Alguns tantos motivos…, mas acho que como povo, e também como indivíduos, aprendemos a esperar que o outro vá mudar algo por nós…

Sabe aquela coisa que a gente nunca ouviu: ‘ele(a) vai mudar e a gente vai ser feliz’?

É sempre o outro que muda, e a gente?; a gente nunca, ou quase nunca, olha para o que nós temos que mudar…

E assim a gente vai carregando isso para TODOS os âmbitos da vida, inclusive a política.

Reclamamos, mostramos nossa indignação, nosso desconforto, até que o outro fique incomodado ou se sinta culpado e faz alguma coisa… Que joguinho psicológico né?

Mas achar isso saudável, ‘normal’, não é legal não!… Para ninguém!

Projetar nossas frustrações nos outros, quaisquer que sejam, é fugir das próprias responsabilidades.

Ninguém veio ao mundo para nos fazer Feliz. Estamos aqui para isso!

Ninguém veio ao mundo para resolver nossos problemas, as situações em que nos colocamos; estamos aqui para isso! Mas se pedir com jeito, alguém com certeza virá em auxílio.

Ninguém é obrigado a concordar ou aceitar as coisas nos nossos termos. Da mesma forma que achamos que não devemos aceitar quando nos impõem algo, não é mesmo?

Somos diferentes uns dos outros e temos direito a isso, certo?

Mas lembremos que também temos deveres…

Afinal, se fossem só direitos o tempo todo, a vida em conjunto seria um caos.

Não adianta levantar bandeiras e reclamar de um punhado de coisas quando não fazemos nada para mudar;

Mudar a nós mesmos e/ou a situação em que nos encontramos.

É incoerente, contraproducente, hipócrita, e infantil até…

Sabe aquela coisa de fazer errado, e esperar que o pai venha socorrer?, mas pensa só: um dia a gente cresce, o pai envelhece e se vai, e se a gente não aprende que deve fazer o que precisa fazer, como faz? Continua jogando as responsabilidades para os outros? Dando as rédeas da nossa vida para os outros?

Tá na hora de tirar as fraldas, e crescer!

Quando brotar na mente uma reclamação, antes de cuspí-la em alto e bom som para outra pessoa, reflita:

⁃ O que eu posso fazer para mudar isso?

⁃ Se não dá para fazer sozinho, sem problema! Peça ajuda! Duas cabeças pensam melhor que uma, e quatro mãos costumam resolver mais rápido.

⁃ Não cabe a mim fazer isso, por estar fora do meu limite? Em vez de reclamar pura e simplesmente, dê sugestões! É muito mais eficiente e demonstra que realmente queremos melhoria.

⁃ Com a mudança realizada, ou não, ainda assim tenho o direito de escolha – de permanecer ou não onde estou, de não voltar e por aí vai…

Mahatma Gandhi já dizia: ‘Seja a mudança que você quer ver no mundo’.

E é isso, não reclame, faça!

Se não dá para fazer, dê ideias e sugestões para quem pode fazer por você!

É bem mais eficiente, estimulante, e feliz, Contribuir e Co-criar!

A gente precisa, URGENTEMENTE, (re)aprender a viver em COmUNIDADE…

Beijinhos de Luz!

Tati


Ao estender a mão que seja para ajudar ou colaborar. / When raising your hand, do it to help or cooperate.

Lately I’ve been seeing, and listening, a lot of complaints…

About everything.

Everything is bad, a mess; nothing is ever good, perfect, the way it should be…

This isn’t from today, I think we live in a country that got used to complaining a lot, in a general way.

And it’s not that we have nothing to complain about, we do. ‘Some several’ reasons…, but I believe that as a people, and also as individuals, we’ve learned to wait for the other to change something for us…

You know that thing we’ve never heard of: ‘they will change and we’ll be happy’?

It’s always the other who changes, and us?, we never, or hardly ever, look at what we have to change…

And this way, we carry this attitude to ALL areas of life, politics included.

We complain, show our resentment, our discomfort, until the other gets bothered or feels guilty and finally does something… What a psychological game, isn’t it?

But to believe this is healthy, ‘normal’, isn’t cool!... To anyone!

Projecting our frustrations onto others, whatever they are, is running away from our own responsibilities.

Nobody came to this world to make us Happy. We are here for that!

Nobody came to this world to solve our problems, the situations we got in; we are here for that! But if we do ask gently, someone surely will come to help.

Nobody is obligated to agree or accept things in our terms. The same way we think we shouldn’t accept when someone imposes something on us, isn’t it?

But remember that we also have duties…

After all, if it were just rights all the time, life in society would be Chaos.

It doesn’t help to ‘raise flags’ and complain about a bunch of things when we do nothing to change;

Change ourselves and/or the situation we’re in.

It’s incoherent, counterproductive, hypocritical and even childish…

You know that thing of doing something wrong and waiting for the father to come and help?, but think about: one day we grow up, our father gets old and passes away, and if we don’t learn that we need to do what we have to do, what do we do? Keep throwing our responsibilities on others? Giving them the lead of our lives?

It’s time that we took the diapers out, and grew!

When some complaint appears in the mind, before spitting it out in a loud and good sound to others, ponder:

⁃ What can I do to change that?

⁃ If it’s not possible to do it alone, no problem! Ask for help! Two heads think better than one, and four hands usually work faster.

⁃ It’s not for me to do it, ‘cause it’s out of my reach? Instead of just complaining, give suggestions! It’s way more efficient and it demonstrates that we really want improvement.

⁃ With change or not, I still have the choice – of being where I am or not, of coming back or not, and so on…

Mahatma Gandhi already used to say: ‘Be the change you want to see in the world.’

And that’s it, don’t complain, do it!

And if not possible to do it, give ideas, make suggestions to someone that can do it for you!

It’s way more efficient, stimulating, and happy, Contribute and Co-create!

We need, urgently, to (re)learn how to live in commUNITY…

Little kisses of Light!

Tati


26 views

​© 2018 Semeia Vida by Tatiana Lopes.