Search

Noturnos? Diurnos? / Nocturnal? Diurnal?

Afinal o que somos?


Não são raras as vezes em que ouço pessoas se rotularem como pessoas notívagas ou noturnas, porque funcionam muito melhor à noite, e nem tanto de dia.

Será?


O que faríamos à noite sem luz? / What would we do at night with no light?

Nós, seres humanos, da espécie Homo sapiens, não somos noturnos! Nunca fomos!


Todos os seres existentes na natureza têm conexão com os ciclos da natureza, por que nós seríamos diferentes?

Não temos olhos adaptados para a noite como os animais notívagos, como as corujas por exemplo, portanto não conseguimos enxergar quase nada quando não há fonte de luz que facilite este processo.

Logo, não é natural para nós, pessoas, varar noite à fora, por qualquer razão.


Eu sei que evoluímos tecnologicamente, vivemos mais (pelo menos teoricamente), nos adaptamos à condições diferentes e culturais, mas isso não significa que tenhamos deixado de funcionar como naturalmente funcionamos, é cultural somente.

E convenhamos, toda essa cultura moderna só produziu um maior afastamento, uma maior desconexão da natureza, e nem vou mencionar os estragos pois não é assunto para este texto.


Vamos começar do começo…

Todos nós nascemos com uma glândulazinha endócrina chamada Pineal, lá no centro do nosso cérebro, mais ou menos na altura do espaço que temos entre as sobrancelhas (localizada perto do centro do cérebro, entre os dois hemisférios, acima do aqueduto de Sylvius e abaixo do bordelete do corpo caloso, na parte anterior e superior dos tubérculos quadrigêmeos e na parte posterior do ventrículo médio. Está presa por diversos pedúnculos), e apenas duas das funções dela são: controlar nosso ciclo circadiano e a produção de melatonina, ambos ligados a um mesmo processo.


O que é isso, ciclo circadiano? E melatonina?

A melatonina é um hormônio secretado pela Pineal, que tem função importante na regulação fisiológica, metabólica e comportamental, na termorregulação, na regulação dos sistemas cardiovascular, imunológico, na regulação do crescimento e envelhecimento. Associada à exposição à Luz solar e escuridão, ou ausência da luz solar, funciona como um relógio interno que promove os ciclos naturais de sono e vigília, e a própria noção de tempo; orientando, influenciando e determinando o funcionamento das nossas células e órgãos. Ou seja, a Pineal é a glândula responsável pelos nossos mecanismos de orientação no tempo e no espaço, dia e noite, tempo de gestação etc; nos animais, por exemplo, também orienta as migrações de acordo com as estações do ano, dentre outros.

Quando funcionando de maneira e em condições adequadas, exerce influência direta sobre todas as glândulas do corpo, auxiliando na manutenção da saúde mental e física.


Com a exposição à Luz solar nosso sistema nervoso, através da Pineal, entende que é momento de atividade, caça, sobrevivência e por isso reduz a secreção de melatonina, o que permite o aumento do metabolismo para que estejamos em condições de fazermos o que for necessário fazer. Conforme a luz reduz e o sol se põe, o processo inverso ocorre: a pouca quantidade de luz sinaliza à Pineal que o dia está chegando ao fim, e maior quantidade de melatonina é liberada, para preparo do corpo para o descanso, retiro e para o sono.


A exposição à diversas fontes de luz artificial, dentre elas: televisões, computadores e celulares; engana nosso sistema nervoso, e portanto a glândula pineal que à noite deveria secretar maiores quantidades de melatonina para desacelerar o organismo, preparando-o para o sono reparador, não o faz, porque continua sendo estimulada por luzes que assemelham-se a luz solar, mas que não são ela.


Para complementar podemos acrescentar conhecimentos do Ayurveda.

Neste sistema milenar de medicina e saúde integral, acredita-se que não só o corpo, mas tudo na natureza, inclusive horários do dia, se divide e forma-se de 3 energias, chamadas Doshas: Vata, Pitta e Kapha.

A primeira parte da manhã, mais ou menos de 6am às 10am corresponde a Kapha; a segunda, mais ou menos de 10am às 2pm, que corresponde ao horário pico do Sol, maior momento de atividade corporal e na natureza, é o momento Pitta; e a terceira, mais ou menos de 2pm às 6pm corresponde a Vata. E a mesma sequência se repete no restante da noite/madrugada.

Nota-se que de 10pm às 2am, o período Pitta se repete, a atividade aumenta, no entanto, neste horário a atividade deveria ser voltada para as absorções e metabolizações internas do corpo; quando por alguma razão o descanso não vem, devido à estimulação externa artificial, o corpo percebe que seu horário de atividade voltou e continua a ser ‘externo’ em vez de ‘interno’, por isso acreditamos estarmos ou sermos mais ‘produtivos’ à noite. Entretanto, estamos impedindo que o corpo assimile adequadamente aquilo que se passou ao longo do dia, e o desgastando ainda mais com diferentes estímulos e informações. E mesmo que consigamos compensar e dormir a quantia habitual de horas, o corpo não descansa igual e acordamos cansados. Ao manter essa rotina, já sabemos o que acontece, né?!


Cansaço, imunidade baixa, envelhecimento precoce e possível degeneração do Sistema nervoso, com várias patologias aparecendo para sinalizar que algo está indo mal…

Soa familiar?!


Então, não! Não somos noturnos! Nunca fomos!

Seria interessante conciliarmos pontos positivos da modernidade com os nossos ciclos naturais, e com a natureza e não o contrário… não precisamos repetir a frase conhecida que a natureza vive sem a gente, a gente é que não vive sem ela… não é mesmo?!


Somos inteligentes, basta utilizar a inteligência realmente a nosso favor!

Afinal, não adianta saber o que funciona e não funciona, se continuamos a fazer o que já vimos que não funciona.

Né?!


Beijinhos de Luz!

Tati



What are we after all?


It’s not rare to hear people label themselves as nocturnal people, because they function much better at night, and not much during the daytime.

Is that so?


We, human beings, Homo sapiens species, are not nocturnal! We’ve never been!


All living beings of the world are connected to the cycles of nature, why would we be different?

We don’t have eye vision adapted to night time like nocturnal animals do, owls for example, so we can see barely nothing when there’s no light source facilitating the process.

So, it’s not natural to us, people, to stay up overnight, for any reason.


I know we evolved technologically, we live more (at least theoretically), we’ve adapted to different and cultural conditions, but this doesn’t mean we don’t function as we naturally function, it is cultural, just that.

And let’s admit it, all this modern culture only produced more alienation, more disconnection from nature, not even mentioning the damages, because it’s not a subject for this text.


Let’s start from the beginning…

All of us are born with a little endocrine gland called Pineal, right in the center of the brain, approximately located in the line of the space we have between the eyebrows (located near the center of the brain, between the two hemispheres, above the aqueduct of Sylvius and below the corpus callosum, in the anterior-superior part of the quadruple tubers and posterior part of the medium ventricle. It’s attached by many peduncles), and only two of its function are: controlling the circadian cycle and the production of melatonin, both related to the same process.


What is that, circadian cycle? And Melatonin?


Melatonin is a hormone secreted by the Pineal gland, which has an important role on the physiological, metabolic and behavioral regulation, on thermoregulation, on the regulation of the cardiovascular and immune systems, growth and aging. Associated to exposure to Sun light and darkness, or the absence of Sun light, it works as an inner watch that promotes the natural cycles of sleep and being awake/alert, and the notion of time; orienting, influencing and determining the functioning of our cells and organs. That said, the Pineal gland is responsible for our mechanisms of orientation in time and space, day and night, pregnancy duration, etc; in animals, for example, it also guides migration movements according to the seasons, among other things.

When functioning in proper conditions and adequate way, it directly influences all glands of the body, it is key to the maintenance of mental and physical health.


With the exposure to Sun light our nervous system, through Pineal gland, understands that it is time for activity, hunting, surviving, and for that reason the secretion of melatonin is reduced, which allows the increase of metabolism so that we are in condition to do whatever is necessary. As the light reduces and the sun sets, the reverse process occurs: the low amount of light signals the gland so that it knows the day is coming to an end, and therefore there’s an increase of melatonin release to prepare the body for rest, retreat and sleep.


The exposure to several kinds of artificial light sources, among them: tvs, computers and cellphones; tricks our nervous system, and therefore the pineal gland, which at night should release bigger amounts of melatonin to slow the body down, preparing it for restorative sleep, doesn’t do it, because it continues to be stimulated by lights that are similar to Sun light, but that are not it.


To complement, some Ayurvedic knowledge.

In this ancient system of medicine and integral health, it is said that not just the body, but everything in nature, including times of the day, is divided in 3 energies, called Doshas: Vata, Pitta and Kapha.

The first part of the morning, more or less from 6am to 10am corresponds to Kapha; the second, from approximately 10am to 2pm, which is related to the peak hour of the Sun, moment of the highest level of bodily activity and nature’s too, corresponds to Pitta time; and the third, more or less from 2pm to 6pm, corresponds to Vata. And the same sequence is repeated in the rest of the day/night.


From 10pm to 2am, Pitta time repeats itself, the activity increases, but at this time activity should be focused to absorb and metabolize things in; when for some reason rest doesn’t come, due to external stimuli, the body understands that the action/activity time is back and it keeps acting ‘outwards’ instead of ‘inwards’, and for that matter we believe we are more ‘productive’ at night. However, we’re withholding the body to take in adequately what happened throughout the day, and, wearing it out even more with different stimuli and information. And even though we can compensate and sleep the habitual amount of time, the body doesn’t rest the same and we wake up tired. By keeping that routine, we already know what happens, don’t we?!


Fatigue, low immunity, premature aging and possible degeneration of the nervous system, with lots of pathologies popping up to signal that something isn’t right…

Sounds familiar?!


So, no! We are not nocturnal! We’ve never been!

It would be interesting to reconcile the positive point of modernity with our natural cycles, and with nature and not the opposite… we don’t need to repeat that known sentence which says ‘nature lives without us, it is us who don’t live without Her… isn’t it?!


We are intelligent, all we need is to really use this intelligence in our favor!

After all, what’s the use of knowing what functions and what doesn’t, if we keep doing what we know that doesn’t work.

Huh?!


Little kisses of Light!

Tati




16 views0 comments

Recent Posts

See All