Youtube video First Cover .png
SemeiaVida-12.png
Search

Quando a gente tem a confirmação do que é espiritualidade…


Há uns dias, estava com uma inquietação que não conseguia acalmar, daquelas que talvez nem todos compreendam, ou talvez sim…

Em dias assim costumo ficar em silêncio, no meu casulo, como costumo dizer… mas aí um amigo clérigo, me enviou uma mensagem. Disse a ele que não estava no ‘modo conversa’ , e ele respeitou. No entanto, como a gente sempre conversa sobre filosofia, sobre Deus, acabei falando um pouquinho da minha inquietação, mas foi só.


Um tempinho depois recebi uma mensagem bem longa, das que eu gosto (sim, adoro mensagens longas e ligações) na qual ele falava sobre passagens específicas da Bíblia que tinham total significado e conexão com a minha inquietação. Acabamos por conversar a respeito do assunto, pois meu modo silêncio ficara no Stand by.


Para você que está lendo este texto, ou ouvindo este relato, talvez não faça muito sentido…. 

Vou explicar.

Sou católica por batismo e comunhão, na adolescência frequentei tudo quanto foi tipo de religião na busca de encontrar algo que me fizesse sentido, mas adivinha só? 

A única religião que faz sentido para mim é a Minha. E ela é única. Entre Eu e Deus/Universo. Depois de um tempo de busca, percebi que não tenho a necessidade de ter intermediário(s). 

Nunca fez muito sentido essa coisa toda de Instituição Religiosa, porque do pouco que vi e experimentei até hoje, elas mais separam do que unem… 

E meu entendimento de Deus é isso: UNIÃO, AMOR! ‘Coisas’ estas que aliás só surgem de um relacionamento profundo e verdadeiro…


Para que nós estejamos unidos a Deus/Universo, nós precisamos Amá-lo, precisamos Amar o outro, mesmo que ele não acredite em tudo que acreditamos, e nem do mesmo jeito, mesmo que ele seja aparentemente diferente, e mesmo que ele faça coisas com as quais nós não concordamos. A questão aqui é o Ser! As atitudes erradas ou inadequadas por exemplo, se corrigem. A necessidade de correção não anula o Amor, mas o contrário.


Mas o que eu queria dizer com a frase lá do início? 

Aprendemos a acreditar que só porque alguém tem religião, vai à missa, culto etc, isso significa que a pessoa tenha espiritualidade… Não! Não necessariamente… e ouzo dizer que ver os dois juntos é até um tanto raro…

Não sou católica mas tenho valores, meu amigo é católico, clérigo e tem valores, e mesmo não tendo a mesma religião falamos a mesma língua, a de Deus!

A linguagem do carinho, do cuidado com o outro, do não julgamento, que só surgem de relacionamentos verdadeiros… Nada disso brota se não há relacionamento, conexão. 

Muito se fala e pouco se faz de verdade em nome de Deus… um Deus criado… 

O Deus verdadeiro, que habita cada um de nós e nos torna um só, é União! 

É Um que se manifesta da mais diversas e lindas formas, para depois retornarem ao Um! 

Relacionamento, União, Amor, Deus, isso é espiritualidade….


Beijinhos de Luz!

Tati


When we have the confirmation of what spirituality is…


A few days ago, I was feeling some restlessness which I couldn’t calm, a kind of inquietude that maybe not all would comprehend, or maybe would…

On days like that I usually stay silent, in my shell, like I usually call it… but then a friend, a clergyman, sent me a message. I told him I wasn’t on the ‘conversation mode’, and he respected it. However, as we always talk about philosophy, God, I ended up talking a little bit about that restlessness feeling, but that was all.

A while later I got a very long message, the kind that I like (yes, I love long messages, phone calls too), in which he was talking about some specific passages of the Bible that had complete meaning and connection with what I was feeling. We ended up talking about it, as my silence was already in Standby mode.


I am catholic by baptism and holy communion, and during my adolescence I’ve been to all kinds of religious ceremonies, trying to find something that made sense to me, but guess what?

The only religion that makes any sense to me is Mine. It is unique. It is between Me and God/Universe. After a while of quest, I’ve realized that I don’t have the necessity of having an intermediator.

The whole thing of Religious Institution never made sense to me, because the little I’ve seen and experienced so far, they divide and split more than unite…

And my understanding of God is this: UNION, LOVE! ‘Things’ which by the way only rise from a deep and true relationship…


For us to be united with God/Universe, we need to Love It, we need to love the other, even though he/she doesn’t believe in everything we believe, nor in the same way, even though he/she is apparently different, and even though he/she makes things with which we don’t agree. The point here is the Being! The wrong or inadequate attitudes for example, are corrected. The need for correction doesn’t nullify Love, on the contrary.


But what did I want to say with that sentence in the title?

We’ve learned to believe that just because someone has a religion, goes to church or whatever cult etc, that means the person has some spirituality… No! Not necessarily… and I dare to say that seeing both together is quite rare…

I’m not catholic but I have values, principles, my friend is catholic, a clergyman, and he has values as well, and even though we don’t have the same religion we speak the same language, God’s/Universe’s language!

The language of affection, of caring about the other, of non-judgement, things that only emerge from true relationships… None of those rise if there’s no relationship, connection.

A lot is said and very few is truly done in the name of God… a created God…

The true God, who inhabits each one of us and makes us one, is Union!

It is One that manifests itself into such diverse and beautiful forms, that return to this Oneness!

Relationship, Union, Love, God, this is spirituality… 

Little kisses of Light!

Tati


19 views

​© 2018 - 2020 Semeia Vida by Tatiana Lopes.