Search

Sobre expressões-tabu!

Updated: Aug 14, 2018


Estava assistindo a um vídeo quando em determinado momento a expressão ‘fazer o número 2’ soou em meu ouvido e ligou o alerta..


Quando está embaçado fica difícil enxergar... criar ilusão é deixar turvo... Clareza e simplicidade facilitam...


Trabalho como professora e exerço a função Mãe 24h por dia, por isso me arrisco a dizer que escutei demasiadamente essa expressão, e confesso, até hoje não encontrei razão inteligente que a explique....

Vivemos em uma sociedade que ou gosta da hiprocrisia ou gosta muito de romance embora se finja de durona... Por que criar expressões ‘bonitas’ para algo que acontece todo dia, com todo mundo? Por que criar ‘nomes bonitos’ para fenômenos naturais que sempre existiram desde que o mundo é mundo, e sempre existirão (se continuarmos neste nível de evolução física)? Como professora de português, poderia dizer que ‘é para criar mais uma regrinha de linguagem a ser incluída na gramática ou literatura, o chamado eufemismo’... mas isso seria ‘blasfêmia’, já que a linguagem nos serve e auxilia e não o contrário...

Se somos seres humanos que tem necessidades naturais como comer, beber, arrotar, fazer xixi/ urinar, fazer cocô/ evacuar, soltar pum/ peidar, bocejar, etc (utilizando expressões simples e verbos técnicos) e que fazem isso todo santo dia, por que a necessidade de dar nome ‘bonito’ a algo tão natural e comum? Por que é tão tabu, ou tão feio falar sobre fazer cocô?

Bloquear ou enfeitar a fala não faz com que a necessidade ou seu ato deixe de existir certo?! E agradeça que não! Ainda bem que nossos corpos tem a natureza ou inteligência organizada para eliminar aquilo que não mais nos serve ou que poderia nos prejudicar...

A mesma coisa se repete com muitas outras expressões, como a ‘tô de chico’, esse foi só o exemplo que me disparou na escrita deste texto....

A gente usa o termo ‘merda’ para lá e para cá, mas trata com muito nojinho algo que é extremamente natural nas espécies animais, nós inclusos, e ainda nos acostumamos com atos baixos, corruptos do dia a dia sem nem pensar muito né?! Cadê o nojo aqui? Então agora, Para e pensa, você não acha que tá na hora de por as coisas nos seus devidos lugares?! A gente chama ‘fazer número 2’ para fazer cocô e ‘propina’ para roubo... o que é é, simples assim, a incapacidade de lidar com elas está em cada um de nós... e não é um nome bonito que melhora essa relação... você ‘faz número 2’ mas continua com nojo do cocô....resolveu? Claro que não...

Ah, e se caso você simplesmente não queira dar detalhes do que vai fazer, se retire e ‘vá ao banheiro’, ninguém precisa ser avisado...

Mais simplicidade por favor! Ela ajuda na aceitação...

Ufa... pronto... desabafei! Rsrs

Boa tarde! E uma linda semana para todos nós! <3

36 views

​© 2018 Semeia Vida by Tatiana Lopes.